Por que ter um servidor brasileiro?

Ter um servidor brasileiro pode parecer trabalhoso, mas do contrário, é uma solução mais próxima da realidade nacional. É o que empresas e organizações mais fazem atualmente, visto que estamos em um cenário em que cada vez mais a tecnologia é usada para acelerar seus negócios. 

De acordo com um levantamento da consultoria IDC Brasil e pesquisa da FGV, as empresas tomaram a atitude (certa) em gastar 8,2% de sua receita com TI e telecomunicações em 2020 (um total aproximado a US$ 64,4 bilhões). O que reflete em esperados R$ 4,2 trilhões em 2021.

Se a sua empresa precisa atuar com tecnologia e internet, é comum no decorrer do desenvolvimento de banco de dados e sites os empresários e empreendedores terem várias dúvidas técnicas. Como, por exemplo, qual o melhor ponto de partida na web, se a partir do WordPress ou criar uma página do zero? Comprar um template pronto ou desenhar um layout totalmente novo? Contratar hospedagem ou mais cabos para os computadores?

Entre estes investimentos, tem-se especificamente a contratação de serviços de hosting, ou de hospedagem, e solução sobre onde confiar os dados do seu trabalho. Com isso, surge a dúvida sobre por que ter um servidor brasileiro, ou ainda mais, por que ter um servidor brasileiro em detrimento do que vem de outro país?

Antes de mais nada, você entenderá que ter um servidor brasileiro é importante para ter o diferencial que precisa para seus negócios.

Com isso dito vamos responder o último questionamento, ou seja, tudo o que é preciso saber para usar o servidor brasileiro, como o suporte que faltava para seu banco de dados e a chave do sucesso que atrairá mais visitas e vender mais no seu site.

Isso porque fazer a escolha certa entre um servidor nacional e no exterior impacta nos custos da empresa, na burocracia, e, o mais importante, na experiência do usuário ao entrar no site, que conseguirá ranqueamento nas primeiras páginas de buscas do Google.

Qual a necessidade de ter um servidor?

Empresas com servidor brasileiro conseguem centralizar o armazenamento de dados e facilitar o acesso por todos. Em contrapartida, muitas têm seus computadores ligados diretamente entre si, de forma que é preciso deixar todos eles ligados para acessar a cada máquina. Como resultado, há um desperdício de energia elétrica.

Qual a necessidade de ter um servidor
Fonte/Reprodução: original

Um servidor também é diferente do computador pessoal. Isso porque foi feito para suportar maior  volume de carga, uma vez que trabalha com maior capacidade de processamento, ao mesmo tempo que com armazenamento de dados.

Além disso, um servidor brasileiro não é administrado diretamente por um único usuário, o que poderia sobrecarregar o serviço e reduzir a produtividade nos escritórios.

Como funciona a movimentação de dados pelo servidor?

O servidor brasileiro é, na maioria das vezes, instalado na empresa, com o objetivo de controlar as trocas de informações na sua rede. De forma mais clara, ele recebe solicitações de máquinas, pesquisa a informação e devolve os resultados.

Na máquina do cliente, as solicitações – chamadas de SQL – vão para o servidor de banco de dados. O servidor, por sua vez, processa tudo e retorna para o computador. 

Tudo o que é relacionado a banco de dados – seja de banco de dados da empresa, seja o conteúdo do site – é controlado pelo servidor brasileiro.

Ele gerencia acima de tudo os serviços de segurança do sistema, de modo a aplicar restrições sobre clientes que estão conectados a ele. Ele fornece, por exemplo, um controle de acesso simultâneo para manter a segurança. 

Por via de regra, todos os dados são armazenados no servidor brasileiro e o profissional responsável, o DBA, consegue ativar facilmente o backup – não pode faltar em uma empresa.

Por fim, o Open Database Connectivity ODBC fornece um conjunto de padrões de interface de programação de aplicativo (API), os quais vão conectar os programas do lado do cliente ao servidor. Para isto, instala-se o software necessário em ambos os lados (isto é, cliente e servidor). 

Quais vantagens de usar servidor nacional?

Primeiramente, você terá a segurança, pois o servidor nacional irá, afinal, permitir ou não os acessos aos dados estratégicos da empresa entre as inúmeras tentativas e solicitações. Essa primeira vantagem faz a ponte também com a importância de ter o backup sempre à disposição, uma vez que é preciso ter tudo salvo. 

Nesse sentido, vale ressaltar que o servidor brasileiro pode ficar com toda a função de salvar as informações, ao passo que os demais usuários não precisam fazer seu backup separadamente.

O servidor também protege contra vírus e ransomwares, por meio de antivírus modernos, de modo a controlar dispositivos conectados. Se isso não fosse possível, cada máquina deveria ter seu próprio programa de antivírus.

Como o servidor brasileiro centraliza o armazenamento de dados, fica mais fácil de acessar sem ter um emaranhado de computadores. O que não traz problemas ao departamento de TI, que terá que se preocupar apenas em verificar se os computadores rodam a versão atualizada de seu software.

Veja, portanto, que os funcionários ganham mais agilidade em serviços técnicos. Da mesma forma, quando for preciso realizar um relatório que necessita de ter informações de setores diferentes. Assim, você faz transferências rápidas destes dados que estão centralizados. Eles ganham agilidade também para encontrar erros, falhas de execução, na rede ou nos arquivos.

Em síntese, ter um servidor brasileiro é ter a vantagem de poupar tempo para organizar conteúdos e ainda  mostrar o site ao usuário, já que ele está hospedado próximo, no mesmo território nacional.

O que preciso saber para comprar um servidor brasileiro?

Um dos motivos principais na hora de escolher um servidor brasileiro é, sem dúvida, a questão do custo. Há um tempo atrás, o serviço de hospedagem por um servidor estrangeiro tinha um custo menor em relação ao brasileiro.

Contudo, isso mudou, quando de 2019 para 2020 o dólar atingiu uma alta de até 1,97%. Com isso, contratar servidor internacional ficou mais caro e ainda deixou de ser atrativo. Além de considerar o preço, é preciso ainda saber das tarifas que incidem sobre as aquisições internacionais (IOF). 

O que preciso saber para comprar um servidor brasileiro?
Fonte/Reprodução: original

Outro ponto, ainda referente ao financeiro, é a documentação fiscal. Com um servidor brasileiro é bem mais fácil conseguir uma nota fiscal que comprove o gasto. Embora seja algo simples, pode trazer dor de cabeça ao optar pelo servidor no exterior, que segue processos mais burocráticos.

A forma de pagamento é outro fator que limita, pois é ofertada a opção de cartão de crédito somente. Enquanto que no Brasil, as alternativas são maiores, sendo frequentemente as mais usadas transferências digitais, boletos e cartões com bandeiras menos aceitas.

Quais os melhores servidores nacionais?

O Kangaroo Host é o melhor exemplo de como é possível se beneficiar de servidor brasileiro, completo, com menor custo. A hospedagem feita pela Kangaroo Host inclui modelos inteligentes para montar o seu site, com domínio, armazenamento, manutenção e outros detalhes que chamam a atenção do público – no caso da sua empresa precisar de um site – como o design e programação.

Seja como for, a Kangaroo Host prepara o território destes dados e os transfere para o tipo de servidor brasileiro que você se interessar.

Como vimos, escolher por um servidor brasileiro garante mais retornos nos processos da sua empresa que está o tempo todo a gerenciar o banco de dados e economizar recursos.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Voltar
Whatsapp
Chat
0800 481 7000