Quanto custa um servidor web?

A internet avançou muito nos últimos anos, e isso se deve à quantidade de investimentos que a área recebeu. Cada vez mais sites são levantados constantemente e registram assim, um grande legado para a era da tecnologia.

Atualmente é quase que um pré-requisito um site para uma empresa de sucesso, já que ele basicamente comporta boa parte das informações. Entretanto, mesmo rodeados de informações, ainda se questiona muito sobre como se faz certas coisas. Uma das maiores dúvidas em relação aos sites é sobre o seu custo.

A partir de um compilado de informações, confira agora tudo que é necessário saber para se manter um servidor web da melhor forma possível e fazer seu projeto tomar proporções inimagináveis até então.

Quais os custos para manter um site? — servidor web

Dinheiro é sempre uma questão polêmica, ainda mais se levar em conta o contexto em que se vive no Brasil. Perder com algo que há chance de não dar certo não está nos planos de nenhum criador de conteúdo.

A realidade é que para se manter um bom site, existem os mais diversos preços. Desde os exorbitantes, até os que cabem perfeitamente no bolso de qualquer um. Tudo dependerá do plano que for assinado e dos profissionais contratados para colaborar com a criação. 

Quais os custos para manter um site — servidor web
Fonte/Reprodução: original

Devemos levar em conta, para o orçamento do site, quatro componentes básicos: domínio, hospedagem, manutenção e a criação do site, que serão explicados com mais detalhes posteriormente.

Ao tratar da hospedagem, é muito comum os planos mais longos oferecerem mais privilégios para a pessoa que contrata, por isso vale a pena investir nesses, mesmo sendo mais caros, mas nem sempre é o caso.

Porém, para conseguir entender qual plano de hospedagem assinar e os outros fatores, é necessário entender sobre um dos componentes que é a parte essencial de todo site: o servidor. A partir dele, podemos saber qual tipo de hospedagem escolher para atender às nossas demandas.  

Qual a função do servidor? — servidor web

Assim como temos o HD no computador, o servidor tem uma função relativamente próxima. Esse componente serve para processar todas as informações que aquele site tem, assim como armazená-las em um ambiente totalmente virtual.

Basicamente, quando navegamos pela internet e resolvemos entrar em algum site, é solicitado as informações dele para podermos ver os conteúdos lá presentes, e o responsável por fornecê-las é o servidor. 

Qual a função do servidor — servidor web
Fonte/Reprodução: original

A partir do momento em que se realiza a etapa de solicitar as informações sobre aquele site, o servidor atenderá através de um protocolo chamado de HTTP, ou ainda a versão mais segura HTTPS.

Agora que você já sabe como os servidores funcionam, podemos prosseguir e falar sobre os tipos de hospedagem. Caso não tenha entendido sobre o assunto anterior, é melhor voltar e garantir o entendimento dele, pois o que virá a seguir depende disso.

Como é montado o site? — servidor web

Como já foi dito, há quatro componentes essenciais para serem postos no papel quando for montar o site. Vamos descrever cada um deles.

Domínio (servidor web)

Podemos definir o domínio como a carteira de identidade do site. Ele será o responsável por ser inserido nas buscas pelo futuro pesquisador e leva-lo para o site em questão. É necessário comprar um domínio, que custa R$ 40 de acordo com o site que registra os domínios nacionais.

Hospedagem (servidor web)

Se o domínio é a carteira de identidade do site, a hospedagem pode ser definida como o aluguel da casa. A partir dela que poderá ser possível estar dentro de um servidor que guardará todos os arquivos do site. 

Nos aprofundaremos mais sobre os preços das hospedagens posteriormente, por enquanto tenha noção de que elas, juntamente com o servidor, serão os responsáveis por armazenar tudo que seu site contém de informações.

Manutenção (servidor web)

Percebe que comparamos muito os componentes de um site com uma casa? E para esta estar sempre limpinha, para funcionar corretamente e estar organizada, é necessário pessoas que sejam responsáveis por cuidar e revisá-la em certos períodos.

É exatamente essa a função da manutenção, geralmente os criadores de sites incluem essa categoria juntamente com o pacote, mas pode ser realizado separadamente também. O custo varia de R$ 100 e pode chegar até R$ 400 por mês.

Criação do site (servidor web)

Esse item será basicamente a soma de todos os itens anteriores citados, mais alguns acréscimos como número de páginas, design, a linguagem de programação que será utilizada e afins. Custará numa média de 2.500 R$ e poderá aumentar a depender da quantidade de recursos a serem utilizados.

Quais os principais tipos de hospedagem? — servidor web

Para responder essa questão é necessário parar e refletir sobre o que o site abordará. A partir disso, podemos deduzir qual linguagem de programação ele irá precisar, qual CMS será mais adequado e afins. Ao ter respondido essas questões, temos como principais tipos de hospedagem:

Servidor virtual privado- VPS (servidor web)

Esse servidor basicamente cria uma máquina virtual no próprio site de modo que ele possa armazenar e organizar todas as informações contidas dentro de um ambiente compartilhado.

O custo para esse tipo de serviço está em aproximadamente R$ 28 por mês, mesmo com mais limitações em comparação a um servidor dedicado.

Servidor dedicado (servidor web)

Esse é o serviço mais caro de todos entre os apontados, porém o que mais oferece recursos para os sites. O servidor dedicado é um espaço exclusivo para um site em específico poder se hospedar sem dividir espaço com nenhum outro.

Ele só é recomendado para sites que já estão possuem altíssimo volume de conteúdo e com alto tráfego. Em troca do preço de aproximadamente R$ 350 por mês, esse serviço oferece um gerenciamento maleável e mais velocidade em relação ao carregamento de páginas, devido aos recursos serem superiores. Agora que você já sabe quais servidores podemos encontrar, podemos falar sobre os tipos de hospedagem.

Hospedagem gratuita (servidor web)

Esse tipo é recomendado para aqueles que estão no começo e ainda não sabem como escolher o tipo de hospedagem correta. Apesar de não custar nada, os recursos são muito limitados.

Blogs que estão no início tendem a procurar esse tipo justamente por estarem no começo da caminhada na internet, porém, a longo prazo, esse tipo de hospedagem será muito ruim devido ao aumento tanto de conteúdo como de visitantes.

Hospedagem compartilhada (servidor web)

Dentre os serviços pagos, a hospedagem compartilhada é a mais barata de todas as opções. Com custo de R$ 6 até 30 por mês, nesse tipo de serviço, o site irá compartilhar o mesmo servidor com outros.

A grande vantagem é que além do custo ser muito acessível para quem está no começo, a hospedagem compartilhada permite o contato com vários tipos de clientes, o que aumenta assim a quantidade de pessoas.

Entretanto, esse tipo de hospedagem oferece mais vantagens para sites que possuem pouco tráfego, visto que caso um receba mais visitantes que o outro pode afetar no bem-estar do serviço ofertado.

Hospedagem Cloud (servidor web)

Esse tipo tem se tornado bastante desenvolvido, devido à popularização dos dispositivos móveis. O custo tem média de R$20 e aumentará de acordo com a quantidade de recursos utilizados pelo site.

Como principal vantagem dessa hospedagem, está a capacidade de escalar os recursos que serão usados e a possibilidade de distribuição de cargas, caso o site sofra algum tipo de sobrecarga.

Por causa dessa característica, a hospedagem em Cloud tem sido adotada por empresas que possuem picos de audiência, justamente por poderem manter o site ativo mesmo com a grande quantidade de tráfego.  

Com tudo isso que foi apresentado, é possível perceber a necessidade de se manter informado sobre as coisas que estão por trás dos sites, principalmente quando trata sobre algo que muda constantemente como a internet.

Para se manter atualizado sobre tudo que envolve site e internet, fique atento às próximas postagens do site.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Voltar
Whatsapp
Chat
0800 481 7000