WORDPRESS: 3 FORMAS DE MIGRAR O SEU SITE PARA OUTRA HOSPEDAGEM

Migrar seu site WordPress para um novo provedor pode parecer frustrante, com todo o processo chato da transferência. Mas isso não precisa mais ser uma tarefa difícil.

Seja por plugin ou manualmente, existem diferentes formas e métodos de realizar com sucesso uma migração, alguns mais efetivos e/ou práticos que outros.

Neste breve artigo, vamos abordar os principais meios de transferir seu site para outra hospedagem, de forma simples e segura. Por isso, acompanhe até o final para pegar todas as dicas. Vamos lá:

Sumário

  1. Como migrar o site por Plugin
  2. Migrando o site manualmente
  3. Migração gratuita com a Kangaroo
  4. Corrigindo erro 404
  5. Conclusão

Como migrar por Plugin no WordPress

Fazer o processo através de um plugin normalmente é o meio mais prático de migrar seu site, sem demandar muito conhecimento sobre todo o processo.

Contudo, esse também é o método com maior incidência de erros, com diversos casos em que o site acaba “quebrando” em algum aspecto, seja em imagens, formatação, ou na própria estrutura.

Um dos plugins mais consistentes, com pouca ocorrência de problemas, é o All in One WP Migration, que gera um backup completo de toda a instalação (incluindo o banco de dados), que pode ser importado facilmente em outro WP, restaurando todo o conteúdo do backup.

Plugin All in One

 

Para fazer com o All in One, siga os seguintes passos:

  1. Em seu WP Admin, faça a instalação e ativação do plugin, disponível na loja do WordPress;Instalação Plugin All in One
  2. Encontre o All in One na guia lateral e navegue até a opção “Backups”;
    Backups all in one
  3. Agora, clique em “Criar backup” e aguarde o fim do processo;
    Criar backup
  4. Na aba que se abrirá, você poderá fazer o download do arquivo que será usado para a restauração. Baixe o arquivo e salve em uma pasta de sua preferência;
    Baixar arquivo backup
  5. Assim que finalizar o download, podemos partir para a nova hospedagem.

 

Com o backup salvo, você precisará instalar o WordPress  do zero em sua hospedagem (pode instalar da forma que preferir, com Softaculous, WP Toolkit ou manualmente). A instalação precisa ser nova e estar limpa, livre de qualquer informação adicional.
WordPress novo

É importante que você verifique se a hospedagem está com a mesma versão do PHP que a antiga, ou selecione uma que seja compatível, para evitar problemas de compatibilidade.

Também será necessário ajustar o limite de upload de seu PHP, para subir o arquivo de backup. Caso utilize cPanel + CloudLinux, o ajuste pode ser feito na guia “Selecionar versão do PHP” e, ao clicar na aba “Opções”, ajuste o limite para o valor desejado (que, claro, precisa de tamanho igual ou superior ao arquivo que será enviado).

Em nosso exemplo, usaremos o valor de 1GB.
Limite de upload do php

Com a instalação nova, faça o apontamento do DNS de seu domínio para a hospedagem e, quando a propagação finalizar, instale o plugin All in One WP Migration para seguir os passos abaixo:

  1. Com seu WP Admin aberto, abra novamente o All in One, mas agora na guia “Importar”;
    Importar All in one
  2. Agora, clique em “Importar a partir de” e selecione “Arquivo” no submenu que abrirá. Escolha o arquivo baixado através do plugin, para que seja restaurado;
    Importando arquivo all in one
  3. Aguarde a verificação de integridade do backup e prossiga clicando em “Continuar” na tela de confirmação para que o processo de restauração comece;
    Confirmação para migrar
  4. Se tudo tiver funcionado como o espero, a mensagem de conclusão aparecerá e o processo estará pronto.
    Site importado

Vale dizer, ainda, que a Kangaroo não recomenda que o processo seja feito através de plugins, justamente pela ocorrência maior de problemas em relação ao método manual. Se possível, dê preferência a importar diretamente os arquivos e banco de dados separadamente.

Migração manual

Migrar manualmente

Migrar seu site de forma totalmente manual é o processo mais trabalhoso, mas que costuma ter o menor índice de problemas entre todos de nossa lista e, por isso, é o que mais recomendamos.

Se você tem um pouquinho mais de tempo e pode se permitir tentar realizar a migração por esse método, fazer o processo manualmente pode ser sua melhor escolha.

Basicamente, o método consiste em obter todos os arquivos da instalação antiga do WordPress e o banco de dados da hospedagem e, então, subi-los novamente em seu novo ambiente.

Na teoria, o processo é semelhante ao de uma instalação manual do WordPress, mas com a diferença de ajustar o banco de dados direto no arquivo wp-config.php.

Para nosso exemplo, usaremos o gerenciador de arquivos do cPanel para obtenção dos arquivos e o PHPMyAdmin para o banco de dados, mas você pode usar quaisquer outros meios que façam as mesmas funções de compactação dos arquivos e exportação do banco de dados. Confira os passos:

  1. Abra seu gerenciador de arquivos, através do painel de controle;
  2. Localize e abra a pasta raiz de seu site, normalmente será a public_html ou a www (no caso do cPanel, a pasta www é um atalho para a public_html;
    Pasta raiz da hospedagem
  3. Selecione todos os arquivos referentes ao seu WordPress dentro do diretório e clique em “Compactar”. Insira um nome de sua preferência e aguarde o processo de compactação ser concluído;
    Compactando arquivos
  4. Baixe o arquivo compactado (clicando sobre ele com o botão direito do mouse e selecionando “Download”) e verifique se os arquivos de sua instalação WordPress Parecem corretos. Se sim, vamos ao próximo passo;
    Baixando arquivo compactado
  5. Nesse mesmo diretório, é possível consultar no arquivo wp-config.php qual é o banco dados utilizado em seu WP. Volte ao cPanel e localize o PHPMyAdmin;
    Arquivo wp-config.php
  6. Dentro dele, encontre seu banco de dados que contém a instalação do WordPress;
    Acesso ao banco de dados no wp-config.php
  7. Acesse seu PHPMyAdmin e encontre o banco de dados da instalação. Em seguida, selecione o banco de dados e clique em “Exportar” na guia superior;
    Banco de dados no PHPMyAdmin
  8. Clique em “Executar” para iniciar o processo de exportação e baixe o arquivo.
    Exportando banco de dados

Com tudo isso pronto, agora prossiga para o novo ambiente de hospedagem, para onde o site será transferido, as etapas a seguir serão feitas diretamente nele. Para o começo, é importante verificar também se este novo ambiente usa a mesma versão de PHP da origem do site, para evitar conflitos.

Com tudo pronto, vamos às etapas seguintes:

  1. No painel de sua hospedagem, você precisará criar o banco de dados;
    Criar banco de dados
  2. Com o banco criado, crie também o usuário do banco de dados:
    Criando usuário para banco de dados
  3. Com isso criado, você deverá vincular o usuário ao banco de dados;
    Adicionar usuário ao banco de dados
  4. Para fazer isso, conceda todas as permissões de acesso para o usuário ao banco de dados;
    Privilégios do usuário no banco de dados
  5. Agora, volte ao seu gerenciador de arquivos e faça o upload do arquivo zipado que contém os arquivos de sua instalação. Ele deverá ser enviado para a pasta raiz da hospedagem, normalmente é chamada public_html ou www;
    Upload do arquivo compactado
  6. Quando finalizar, prossiga com a extração dos arquivos e verifique se tudo correu bem;
    Extraindo arquivos
  7. Localize o arquivo wp-config.php e, com o editor de arquivos, abra-o para edição;
    Editando arquivo wp-config.php
  8. Nas linhas referentes ao banco de dados, atualize as informações de acordo com o banco de dados, usuário e senha que criou em seu novo ambiente. Feito isso, salve o arquivo;
    Acesso ao banco de dados no wp-config.php
  9. Se o seu site já estiver apontando para a nova hospedagem, tente abri-lo agora e veja se a tela de instalação do WordPress aparece. Se sim, siga para a próxima etapa. Caso haja algum erro de conexão com o banco de dados, verifique as informações inseridas no arquivo wp-config;
    Tela de instalação WordPress
  10. Volte ao cPanel e abra novamente o PHPMyAdmin mais uma vez. Agora, encontre e abra o banco de dados novo;
  11. Na guia de abas superior, clique em “Importar”. Procure o seu arquivo que contém a exportação do banco de dados, selecione ele e prossiga clicando em “Executar”;
    Importando banco de dados no PHPMyAdmin

Quando terminar todas essas etapas, teremos terminado. Tente abrir seu site e, se tudo tiver transcorrido corretamente, ele deverá abrir agora da mesma forma que na hospedagem antiga, exatamente igual.

Atente-se ao fato de que os registros DNS podem levar até 72 horas para propagar completamente (embora costume ocorrer em tempo muito menor). Isso pode fazer com que uma versão antiga do site seja exibida. Por isso, acompanhe o site para garantir que não há cache de DNS.

Migração pela Kangaroo

Aqui na Kangaroo, todos os nossos planos de hospedagem e revenda contam com a completa realização da migração do seu site por nossa equipe, sem nenhum custo adicional.

Para que nosso time faça o procedimento, é necessário apenas abrir um ticket em nossa área do cliente, preenchendo as informações necessárias e prepararemos tudo, para que você não se preocupe com nada.

Erro 404 após a migração do site

Independentemente do método utilizado, é possível ainda que ocorra um erro bem comum, o 404 ao abrir alguma das páginas. Isso ocorre devido ao arquivo .htaccess corromper no processo, sendo necessário apenas:

  1. Remover o arquivo de sua hospedagem;
  2. Abrir o WP Admin e navegar até “Configurações” e ir em “Links Permanentes”;
  3. Selecione novamente sua configuração atual de links permanentes e clique em “Salvar”.

Com apenas esses passos, o problema provavelmente será resolvido.

Conclusão

Com todas essas dicas, agora temos certeza de que você está totalmente apto a realizar a migração de um site WordPress para qualquer hospedagem \o/ Pode não parecer muito, mas esse é um processo que nem todos conseguem executar com sucesso, e fazê-lo é um grande trunfo.

Seja por Softaculous, manualmente ou migrado por nossa equipe, nenhum dos métodos aqui são necessariamente simples, mas todos eles apresentam ótimas formas de realizar a transferência de forma segura e funcional, basta analisar cada qual e utilizar de acordo com suas necessidades.

Caso seja nosso cliente, não hesite nos contactar em nossa área do suporte para solicitar sua migração. Nossa equipe se encarregará de todo o processo.

Ao fim de mais um post, esperamos que as informações aqui tenham sido elucidativas o bastante para te ajudar nesse processo =) Caso tenha qualquer dúvida ou sugestão, estamos sempre à disposição.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Voltar
Whatsapp
0800 481 7000